Retângulo de cantos arredondados: MICROCEFALIA
	Na microcefalia, a cabeça da criança tem o tamanho (correspondente à distância ao redor da parte superior da cabeça) significativamente abaixo da média, quando comparada a crianças da mesma idade e do mesmo sexo. Isso significa que a cabeça é o equivalente a 3 desvios-padrão menor do que a média, ou seja, tem menos do que 42 cm de circunferência no crescimento completo. 

Considerações gerais
	A microcefalia se deve, com frequência, à incapacidade de o cérebro crescer em velocidade normal. O crescimento do crânio (o qual se dá ao longo das linhas de sutura) é determinado pela expansão do cérebro, o que acontece durante o crescimento cerebral normal. Condições e doenças que afetem o crescimento do cérebro são responsáveis pela microcefalia. Muitas vezes, ela está associada a algum grau de retardo mental. 
Em bebés, a microcefalia pode ocorrer após infecções que causem dano ao cérebro, como a meningite e a meningoencefalite. 

Etiologia
	A microcefalia pode ser congênita, adquirida ou desenvolver-se nos primeiros anos de vida. A microcefalia pode ser provocada pela exposição a substâncias nocivas durante o desenvolvimento fetal ou estar associada com problemas ou síndromes genéticos hereditários.
 
	As teorias sugerem que os seguintes fatores podem predispor o feto a sofrer os problemas que afetam o desenvolvimento normal da cabeça durante a gravidez:
Exposição a químicos ou substancias perigosas; 
Exposição a radiações; 
Falta de vitaminas e nutrientes adequados na alimentação; 
Infecções; 
Consumo de álcool ou de medicamentos receitados ou ilegais; 
Diabetes materna.